fbpx

Glaucoma

O Glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo e cerca de 40 milhões de pessoas são portadoras da doença.

A forma mais comum da doença, o glaucoma primário, é doença silenciosa, progressiva e crônica que danifica as células nervosas da retina e nervo óptico levando a perda do campo periférico de visão. No estágio mais avançado da doença o campo visual limita-se a uma visão tubular que pode evoluir a cegueira absoluta.

Perda progressiva do campo visual

Por tratar-se de doença assintomática, a principal forma de prevenção é a consulta frequente ao oftalmologista que através do exame clínico e exames complementares como campimetria computadorizada, análise da camada de fibras nervosas do nervo óptico e seguimento fotográfico da lesão do nervo óptico, pode fazer o diagnóstico preciso e orientar o melhor tratamento.

Indivíduos com fatores de risco como alta miopia, história familiar positiva para a doença, portadores de enxaqueca e de apneia do sono devem procurar o oftalmologista anualmente.
Outra forma possível de apresentação do glaucoma, menos frequente e, no entanto, mais agressiva, é o glaucoma de ângulo fechado, que evolui muito rapidamente, com dor ocular intensa, olho vermelho e embaçamento da visão. O tratamento deve ser imediato para que a visão possa ser preservada.

O tratamento do glaucoma atualmente é predominantemente feito com colírios, mas opções como laser e cirurgia são consideradas em alguns casos

Open chat